Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Domingo, 16 Junho, 2019

Role para cima

Top

Sem comentários

A tecnologia hoteleira resumida em quatro pilares principais

A tecnologia hoteleira resumida em quatro pilares principais

A tecnologia do hotel avança na velocidade da luz. Tanto é assim que é difícil acompanhar tantas inovações. Mas quais são as mais importantes? 

A Starfleet Research apresentou as conclusões de uma pesquisa com 450 diretores, gerentes e funcionários de hotéis para saber o que os profissionais de setor estão a levar em conta para enfrentar o futuro tecnológico das seus hotéis. 

1. Uma próxima geração de PMS 

Uma próxima geração de PMS pode gerar economias significativas de custos e crescimento quase imediato na receita. De acordo com a pesquisa mais recente, o impacto positivo de que uma PMS de última geração nas operações dos hotéis, é evidente que vai gerar satisfação dos cliente e dos funcionários A otimização das operações em toda a organização e a provisão de melhores controles de gestão levam a uma maior eficiência da equipe, uma vez que gastará menos tempo em atividades menos eficientes, como a inclusão de dados no sistema. Essa eficiência traduz-se em custos operacionais reduzidos, incluindo menores custos de manutenção dessas tecnologias. 

Por sua vez, melhorar a gestão de relacionamentos com os hóspedes traduz-se em maior satisfação e fidelização. Essas melhorias serão refletidas mais tarde nas pesquisas de satisfação do cliente e nas suas análises nas redes sociais. Um fato que ajudará a manter clientes, atrair novos e, finalmente, aumentar RevPAR e a rentabilidade. Além disso, uma melhor integração dos dados melhorará a gestão da receita. A capacidade de sincronizar automaticamente o inventário e as taxas em todos os canais de vendas também melhorará os resultados da receita. Se adicionarmos análise completa de dados e ferramentas de diagnóstico para identificar tendências de mercado ou analisar o comportamento dos hóspedes, o sucesso está garantido. 

2. Ferramentas avançadas de business intelligence (BI) 

Essas ferramentas permitem acesso mais rápido às informações, bem como seu entendimento crítico. Os gerentes de receita são os que tiram maior partido das soluções de Business intelligence (BI), mas não são os únicos. 

Ao ser capaz de explorar, preparar e transformar todos os dados de maneira visual, em painéis de desempenho e relatórios personalizados, os usuários obtêm as respostas que procuram num único relance. Isso ajuda a tomar decisões sobre distribuição e preços de uma maneira mais oportuna e inteligente. 

Na verdade, o melhor sobre essa nova geração de ferramentas BI para hotéis é a sua perfeita integração com as plataformas de receita existentes. De muitas maneiras, as duas soluções são dois lados da mesma moeda. Ambos são necessários para aumentar progressivamente o RevPAR através da otimização dos benefícios. 

O BI também pode informar de decisões tomadas noutros departamentos do hotel. Portanto, essas ferramentas fornecem benefícios que vão desde melhorar a eficácia do marketing, vendas e atendimento ao cliente até a geração de inteligência competitiva.

 

3. Personalização Direcionada 

A personalização é fundamental para melhorar a experiência do hóspede. O sucesso futuro de muitos hotéis e resorts, pelo menos naqueles em que a qualidade do serviço é um ponto-chave em termos de diferenciação competitiva, dependerá diretamente do quanto eles entendem os seus hóspedes. 

É importante enfatizar que o sucesso depende de saber como agir quando o hóspede é conhecido. 89% dos hoteleiros pesquisados no relatório concordam que a personalização direcionada, ou seja, apresentar aos hóspedes ofertas, mensagens ou serviços que são especialmente relevantes para eles, é uma das maneiras mais eficazes de promover experiência do cliente E, finalmente, satisfação do cliente, fidelização e promoção de marca favorável. 

Para conseguir essa personalização, precisa trabalhar com muitos dados. É a capacidade de capturar e aproveitar de forma inteligente as múltiplas informações que podemos obter de um cliente. Essas informações devem incluir centenas ou até milhares de pontos de dados compilados nas ações de um hóspede específico. Da reserva do hotel até o após check-out, bem como tudo o que acontece pelo meio. 

 

4. Inteligência artificial, vital 

A inteligência artificial está a tornar-se um componente indispensável de gestão do relacionamento com os hóspedes. Enquanto ainda estamos nos estágios iniciais dessa tecnologia, os dispositivos habilitados para IA já estão a provar ser muito valiosos para os hotéis. Portanto, não é surpreendente que no futuro próximo eles assumam muito mais responsabilidades. 

Por exemplo, ajudará a responder às perguntas dos hóspedes com muito mais rapidez do que os próprios funcionários. Além disso, você pode responder simultaneamente, sem limitação de capacidade. Esse tipo de dispositivo está a reduzindo os tempos de espera dos hóspedes de maneira significativa, ao mesmo tempo em que fornece acesso a informações e serviços instantaneamente. 

Um tempo de resposta mais rápido e uma redução no tempo para resolver problemas e dúvidas, multiplicam a satisfação do hóspede. E isso, por menor que seja essa melhoria, já vale a pena. De fato, foi demonstrado que a inteligência artificial reduz drasticamente a necessidade de assistência humana quando se trata de responder a perguntas e resolver problemas que normalmente surgem durante a estada dos hóspedes. Além disso, graças ao sofisticados sistema de aprendizagem desses equipamentos, essas máquinas com inteligência artificial são capazes de aprender sozinhas. 

Em suma, a tecnologia está cada vez mais presente em nossos hotéis, mas temos que escolher bem para priorizar um ou outro. Você já sabe por onde começar?

Envie um comentário