Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Terça-feira, 26 Março, 2019

Role para cima

Top

Sem comentários

Este é o luxuoso e tecnológico hotel chinês construído no subsolo …

Este é o luxuoso e tecnológico hotel chinês construído no subsolo …

Hotel subterrâneo InterContinental Shanghai Wonderland. Ninguém é capaz de questionar o potencial tecnológico da China. Especialmente quando estão dispostos a demonstrar sua capacidade. E não apenas tecnologicamente falando, mostraram em poucos anos que estão no pelotão da frente no que respeita inovação. 

Ainda há muito tempo foram capazes de mover 35 metros e um dos seus hotéis mais emblemáticos. Mas os seus marcos arquitetónicos parecem ter apenas começado. 

Talvez, se for convidado a passar as férias numa pedreira abandonada nos subúrbios de Xangai, rejeite o plano como pouco atraente. Mas pode mudar de ideia quando terminar de ler este artigo. 

Após dez anos de trabalho e 300 milhões de investimentos, o Hotel subterrâneo InterContinental Shanghai Wonderland abriu suas portas em novembro do ano passado dentro de uma antiga pedreira abandonada, a apenas 20 quilómetros de Xangai. Embora já existam hotéis submarinos, como o Conrad Maldivas Rangali, esse conceito hoje em dia ainda é novo, especialmente por sua construção. 

O hotel, construído na parede de uma pedreira na cordilheira de Sheshan, tem 336 quartos, divididos em 18 andares. A grande novidade é que 16 desses andares são subterrâneos. E os dois inferiores estão submersos dentro de um aquário de dez metros de profundidade. 

Os hóspedes dessas seis suítes podem observar os peixes a nadar, bem como ter um mordomo pessoal disponível 24 horas por dia. O hotel foi apelidado de algo como o ‘rascatierra’ (terra plana), em oposição ao tradicional arranha-céu. 

 

Uma maravilha única no mundo 

O estúdio de arquitetura JADE + QA, em associação com a empresa britânica Atkins, foi contratado para construir este hotel. 

Conhecido por construir outros hotéis supremos, como o majestoso Burj Al Arab, em Dubai, o hotel ‘poço’ exigiu soluções tecnológicas muito inovadoras e uma equipe de mais de 5.000 pessoas para realizá-las. 

Os quartos que não estão debaixo de água têm uma varanda com vista para as cachoeiras projetadas para esse fim e que correm ao longo das paredes da pedreira. Há também uma passarela com piso de vidro para explorar mais a área. 

Para os hóspedes mais aventureiros, o hotel oferece atividades extremas, como caiaque, bungee jumping ou escalada.

Para viajantes comprometidos 

Um dos principais objetivos deste InterContinental Shanghai Wonderland é um complexo de 61.000 metros quadrados, imersos no Parque Florestal de Seshan e no Jardim Botânico de Chenshan. Portanto, seu principal objetivo é atrair viajantes com um perfil ambiental e ecológico. 

Na verdade, o plano arquitetónico foi projetado com o objetivo de reduzir o impacto no meio ambiente, mantendo a maior parte da construção dentro da pedreira abandonada. 

O próprio arquiteto, Martin Jochman, reconheceu que o hotel era uma oportunidade única para levar a cabo algumas ideias interessantes para harmonizar a cidade e a natureza, reinventando assim o seu relacionamento. Além disso, o hotel tem como objetivo gerar sua própria energia geotérmica e solar para suas necessidades diárias. 

Por sua vez, também oferece um telhado verde, que se funde com a paisagem circundante, tornando-se um local perfeito para os viajantes relaxarem, mas também explorarem. 

Envie um comentário