Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Sexta-feira, 24 Setembro, 2021

Role para cima

Top

Sem comentários

Millenium BPO apresenta o Thalon, um novo Robot Porteiro

Millenium BPO apresenta o Thalon, um novo Robot Porteiro

A empresa de tecnologia colombiana Millenium BPO apresentou na na 16ª Conferência de Experiência do Cliente em Bogotá o seu Robot Thalon, projetado para facilitar o serviço de quarto do hotel.

“O desenvolvimento da Thalon visa resolver uma necessidade específica do setor hoteleiro de como transformar o frigobar num processo que agregue valor para o hotel”, comentou Camilo Enrique Torres, gestor de dados da empresa à Efe.
Essa inovação tecnológica foi criada pelo Millenium BPO juntamente com uma equipe de profissionais e estudantes de universidades públicas e privadas da Colômbia que precisaram de quase três anos e um investimento de US $ 250.000 para concluí-la.
A função deste robô não é substituir o pessoal no seu trabalho, “mas libertá-lo dos trabalhos mais repetitivos”.

Thalon trabalha com inteligência artificial 
Os hóspedes enviam os seus pedidos pela Internet ou aplicativos móveis e o Thalon, graças à inteligência artificial, traz o o pedido ao quarto. Com 1,50 m de altura, o robô possui diferentes cavidades que permitem transportar e conservar os alimentos de forma otimizada e um braço mecânico para realizar várias funções.
Além disso, a máquina tem a capacidade de responder com comandos de voz, mover-se em espaços de alto fluxo e andar sem tropeçar graças a um sistema de mapeamento e rastreamento.
Por outro lado, por meio de sensores adicionados ao corpo do Robot e às suas câmaras de alta desempenho, pode identificar imagens associadas a um pedido, como o número do quarto ou os botões de um elevador.
Inicialmente, o Robot estava pensando em melhorar a experiência entre os usuários e serviços dos hotéis, mas os criadores mais tarde entenderam que também tem a possibilidade de atender às indústrias que exigem serviços personalizados para seus clientes.
“É uma aplicação para um sistema de serviços robótico e autónomo que pode estar em clínicas, aeroportos, armazéns e servir pessoas executando diferentes missões”, explicou Camilo Torres.

Envie um comentário