Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Sexta-feira, 24 Setembro, 2021

Role para cima

Top

Edifício Pacífico: antigo “Pão de Açúcar” vai ganhar nova vida e um hotel

Edifício Pacífico: antigo “Pão de Açúcar” vai ganhar nova vida e um hotel

Após várias décadas de abandono, o edifício localizado à face da Avenida Fernão Magalhães, no Porto, vai dar lugar a novos espaços comerciais, serviços, escritórios, residências com serviços e um hotel.

 

O projeto, com assinatura da Lucios Real Estate, conta com um investimento de 97 milhões de euros e prevê a conclusão para o último trimestre de 2022.

A história do edifício localizado entre a movimentada Avenida Fernão Magalhães e a Rua dos Abraços, junto ao Campo 24 de Agosto, no centro do Porto, soma mais de três décadas na cidade. A primeira pedra foi lançada em 1974, altura em que se iniciou a construção daquele que seria um parque de estacionamento e uma galeria comercial. A obra acabou por se prolongar no tempo, tendo sido suspensa no início dos anos 90. Atualmente, encontra-se inacabada, representando um problema e uma ameaça para a cidade pelo aspeto abandonado e pelos vários anos de desgaste a que foi exposta.

 

A solução foi pensada pela Lucios Real Estate, que propôs a reformulação profunda do projeto inicial, inspirando-se nas novas dinâmicas do Porto e potenciando a capacidade atrativa do centro da cidade. Assim nasce o Edifício Pacífico, que vai ocupar a área de cerca de 49.000 m2 com espaços comerciais (supermercado), serviços (ginásio), escritórios, residências com serviços e um hotel. Com um investimento de 97 milhões de euros, a Lucios Real Estate prevê que este novo projeto vá permitir a criação de mais de 800 postos de trabalho.

 

O empreendimento será construído em plena harmonia com os edifícios e arruamentos circundantes. No total, são 4 novos volumes, onde haverá também um parque de estacionamento público. Serão também feitas alterações no âmbito do domínio público, nomeadamente, com a criação de uma praça pedonal e alargamento da Rua dos Abraços para facilitar os acessos e libertar o fluxo de trânsito da Avenida Fernão Magalhães.

 

De acordo com a administração do Grupo Azevedo’s, detentor da Lucios Real Estate, “este é, provavelmente, o grande projeto do centro do Porto dos últimos anos, pelo que temos em mãos um desafio que exige uma enorme responsabilidade. A construção existente representa um grave problema de interesse público, apresentando um desenho pesado e desajustado à atual realidade da cidade. O nosso principal objetivo é devolver este espaço à comunidade, promovendo negócios, emprego e novas dinâmicas.”

 

Ainda não são conhecidos os nomes das empresas e marcas que vão instalar-se no edifício, mas “há um enorme interesse pelo Pacífico, pelo que estamos a avaliar as melhores propostas para a cidade e para os objetivos do projeto”, afirma a administração do Grupo Azevedo’s. “As primeiras novidades deverão ser conhecidas nos próximos meses”, acrescenta.

 

A obra do Edifício Pacífico, que deve o seu nome à história do navegador Fernão Magalhães, que empresta o nome a uma das mais importantes avenidas da cidade do Porto, foi projetada pelo gabinete de arquitetura Sousa Lima & Rocha Reis e a execução ficará a cargo da construtura Lucios. Este projeto junta-se à diversificada carteira de investimentos da Lucios Real Estate, que conta com várias obras em curso, nomeadamente, os condomínios do Porto, Essenza, no Parque da Cidade, e Montevideu Six Villas, na Foz – e em Lisboa, o República 95.