Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Terça-feira, 7 Abril, 2020

Role para cima

Top

Do “Hotelligence” ao “Hiperlocalismo”: cinco tendências dos viajantes em 2020

Do “Hotelligence” ao “Hiperlocalismo”: cinco tendências dos viajantes em 2020

Num universo saturado de ofertas para o viajante, ainda há espaços a serem cobertos. O Barceló Hotel Group realizou uma pesquisa por meio dos seus canais sociais, na qual participaram quase 100.000 usuários de todo o mundo, e apresenta as tendências de viagens para o próximo ano.

A cultura “Hotelligence”, o “Hiperlocalismo” um modelo sustentável, o “Phigitalism”, o turismo gastronómico e a personalização de experiências que geram conhecimento enchem as  agendas  de viagens em 2020.

Em resposta às novas tendências e às diferentes necessidades dos viajantes, o Barceló Hotel Group lança o Barceló Experiences, uma plataforma digital com os melhores guias sobre o que ver e o que fazer em cada destino. Com Granada como laboratório de testes, este novo canal on-line aberto a todos oferece uma gama completa de atividades para conhecer Granada como um lugar real. Em 2020, continuará a exibir destinos, funcionalidades e experiências únicas e originais ao longo do ano.

 

“Hotelligence”

Diante do excesso de informações, da massificação de mensagens nas redes sociais e de opiniões nas plataformas digitais, o viajante procura cada vez mais a figura do prescritor local que garante confiabilidade e resposta às suas necessidades.

A cultura de hotelaria definirá as tendências para 2020. O hotel mantém sua posição de anfitrião e inspira confiabilidade, fornece conhecimento local e atenção personalizada.

Segundo os dados da pesquisa realizada pelo Barceló Hotel Group, 85% das pessoas confiam nas recomendações do hotel em que estão hospedadas.

 

“Hiperlocalismo” um modelo sustentável

Para minimizar o impacto ambiental, viajar para destinos secundários e o compromisso com as experiências locais sofrerão um aumento de atividade.

Em 2020, os viajantes apostarão em descobrir lugares autênticos menos conhecidos. Diante do turismo de massa, as experiências locais ganham força.

Nesse sentido, a Barceló Experiences concentra-se em valorizar o destino e está comprometida com o “hiperlocalismo” como uma forma de conhecimento local.

75% dos viajantes pesquisados ​​mostram-se mais inclinados à autenticidade e ao localismo, mas sem esquecer o mais emblemático do destino.

 

“Phigitalismo”, o grande aliado do viajante

Em 2020, o viajante tornar-se-á mais exigente e procurando uma experiência completa que combine a experiência digital – por meio da contínua inovação tecnológica – e o relacionamento humano.

O estudo de tendências do Barceló Hotel Group determina que há três fases nas quais o uso da tecnologia varia: 40% dos entrevistados procuram inspiração nas redes sociais antes de embarcar na sua viagem e as plataformas on-line são a rota preferida de mais de 50% dos usuários para reservar experiências. Mas uma vez no destino, as recomendações pessoais dos funcionários do hotel e as opiniões de outros viajantes são a fonte de informações mais confiável em 80% dos casos.

As Experiências Barceló brincam com seu lado “phigital” para oferecer uma combinação de atenção em primeira pessoa e uma plataforma digital com todas as garantias.

No grupo, assumem a tecnologia como um pilar fundamental em qualquer viagem, mas sem perder de vista a parte emocional e humana. Mais de 30.000 funcionários compõem essa grande rede de consultoria e atendimento ao cliente no ponto de destino, que é suportado por uma plataforma digital muito útil e acessível.

 

Viagens gastronómicas

Em 2020, os viajantes escolhem a gastronomia como a sua principal experiência para descobrir, através da culinária local, a cultura local.

Descobrir pratos, restaurantes, receitas, chefs e conhecer em profundidade a culinária local será o plano escolhido por 46% dos entrevistados.

Além disso, para a maioria dos entrevistados, a experiência gastronómica é concluída quando a hospitalidade e o serviço recebido são satisfatórios.

O Barceló Hotel Group está ciente da importância dessa tendência e está a posicionar-se como um consultor confiável, oferecendo experiências valiosas e gerenciadas com o máximo cuidado no atendimento ao cliente.

 

Personalização: planos DIY

O viajante gosta de planear a sua estadia com base em experiências locais que lhe tragam conhecimento. Mais de 80% dos viajantes dizem que gostam de organização antes da chegada.

Uma vez no destino, os viajantes procuram experiências que gerem memórias fantásticas ​​e as impactem de maneira positiva e enriquecedora. 57% dos viajantes procuram expandir os seus conhecimentos ao viajar.

Nesta fase, o hotel é um elemento ativo no processo de tomada de decisão do viajante e na melhoria das suas experiências através de experiências transformadoras com as quais se vão sentir deo Paulo posso não praia As Forças Armadas fazer uma? Vai almoçar manel aí embaixo ai em equilíbrio, sejam ou não hóspedes do hotel.

 

Imagens: Bruno van der Kraan en Unsplash