Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Terça-feira, 2 Março, 2021

Role para cima

Top

Conclusões do marketing digital: Aprenda Inbound 2020

Conclusões do marketing digital: Aprenda Inbound 2020

Não há dúvida de que o marketing digital é uma disciplina muito ampla. Varia de PPC, SEO e CRO a análises, marketing de conteúdo e relações públicas.

Às vezes, deixar tudo claro pode significar um mundo, a Bookassist, apresenta dez regras básicas que não pode perder de vista neste novo ano.

 

Links de media social não são um fator de ranking

Aumentar o número de links para o site do seu hotel a partir das redes sociais não ajudará a obter um ranking mais alto nos mecanismos de pesquisa. Então, porque é que as agências de marketing digital geralmente aconselham os seus clientes a incluir links nas suas publicações? Isso ocorre porque um bom conteúdo nas redes sociais aumenta o conhecimento da marca, compartilha esse conteúdo e pode gerar links e menções noutros sites, e isso é importante para o SEO.

 

A taxa de rejeição não é um fator de ranking, mas …

Não deve ignorar esse tipo de métrica. A taxa de rejeição pode não ser um fator de ranking, mas uma página com uma taxa de rejeição alta pode indicar uma experiência má do usuário. O site pode ter um tempo de carregamento lento, aparecer mal no dispositivo móvel ou não fornecer uma resposta útil a consulta do usuário, e isso é importante para o SEO. Analise isso.

 

SEO é um processo contínuo

À medida que o comportamento do usuário muda, os mecanismos de pesquisa devem adaptar-se rapidamente para continuar a fornecer as melhores informações possíveis. Isso é claramente visto nos esforços do Google para se tornar muito mais do que um mecanismo de pesquisa.

Uma área de interesse particular é o conceito de “Entity first indexing”: o Google reorganizou sua indexação com base no conceito de entidade em vez de URLs ou domínios, o que lhes permite alcançar o seu objetivo de organizar as informações do mundo de maneira mais abrangente e preciso ao incluir elementos como aplicativos, vídeos, podcasts etc. que anteriormente não podiam ser associados a uma entidade.

Os trechos destacados (“featured snippets”) são outra área a explorar, embora sejam difíceis de encontrar, são uma oportunidade inestimável, principalmente quando se trata de pesquisa por voz.

 

O Google agora é um mecanismo de resposta

Mais da metade das pesquisas do Google terminam sem se clicar em nenhum site. Porque é que isso acontece? O Google tornou-se muito eficaz no rastreamento de sites na web e a encontrar   respostas no conteúdo. O Google mostra essas respostas que geralmente aparecem antes dos resultados da pesquisa orgânica tradicional. Esse tipo de resultado de pesquisa geralmente é chamado de “posição zero”. Isso torna-se ainda mais importante quando consideramos a pesquisa por voz, pois a “posição zero” geralmente é a resposta que é retornada à maioria das perguntas. Os hotéis devem pensar em como podem responder às perguntas dos usuários no seu conteúdo.

 

A construção de links é importante

Links de qualidade sempre foram um fator-chave no ranking. No entanto, é melhor para as empresas não criar nenhum tipo de link do que comprar links de baixa qualidade em sites irrelevantes. Se comprar links, concentre-se naqueles que podem gerar um bom tráfego e isso o ajudará com o SEO.

 

Responda às perguntas no Google Knowledge Graph da sua marca

O Knowledge Graph mostra o conteúdo que é motivo de frustração para muitos hotéis. O Google limitou o controle dos hotéis sobre fotos e descrições. A função de pergunta e resposta é uma área em que se pode ter algum grau de controle. As perguntas e respostas aparecem no gráfico de conhecimento e permitem que os usuários façam perguntas, que respondem aos Guias locais do Google (que são outros usuários do Google, mas não funcionários).  Deve responder a essas perguntas antes de que qualquer Guia local o faça, porque terá melhores informações.

 

Local SEO é essencial para empresas com presença física

As pesquisas em dispositivos móveis tendem a ser mais localizadas e o Google pode capturar dados em visitas no mundo real. São dados poderosos para o Google e, no futuro próximo, podem tornar-se um fator de ranking, pois esse tipo de dado alimenta o mecanismo de resposta do Google. As informações nos resultados da pesquisa são provavelmente a primeira interação que um usuário terá com a sua marca. Pode usar o Google My Business para ajudar o Google a fornecer os dados corretos.

O Google My Business é a Bíblia de Local de SEO

O Google geralmente mostra o conteúdo do seu hotel a partir de conteúdo gerado pelo usuário ou de sites de terceiros. Isso pode ser frustrante. Pode aumentar as probabilidades do Google exibir conteúdo preciso e a seu favor revendo e atualizando periodicamente os dados do Google My Business. Além disso, o Google adicionou novos funções específicos para hotéis nesta interface.  Mas tem que  as verificar periodicamente.

 

Crie conteúdo para a parte superior do funil de tráfego

O tráfego da parte superior do funil geralmente pode ser ignorado, pois as visitas dos usuários nesta fase de compra não levam a uma conversão imediata. No entanto, se quisermos aumentar o tráfego de usuários com a intenção de fazer uma reserva, não devemos ignorar essa parte do funil. A criação de conteúdo para usuários nesse estágio pode aumentar o reconhecimento da sua marca e, com o tempo, aumentar o tráfego na parte inferior do funil. O seu blog é o lugar perfeito para criar esse conteúdo.

 

Fale com os seus clientes

Os comentários e críticas de clientes podem conter muitas informações sobre como os clientes perceberam seu hotel, o que gostaram e o que não gostaram. No entanto, conversar com eles pode fornecer respostas mais detalhadas. Se fizer pesquisas, assegure-se de que não faz perguntas tendenciosas.

 

Conclusão

É importante lembrar que, embora o SEO seja uma área em constante evolução, a maioria de seus fundamentos permanece constante, por isso é importante abordá-los e, ao mesmo tempo, manter-se a par das novas técnicas que devem ser aplicadas.

 

Sobre o Autor: Carlos Rentero, diretor da Bookassist

Na Bookassist, temos uma experiência internacional com milhares de hotéis e sabemos o que funciona e o que não funciona. Realizamos uma análise de suas origens de tráfego e as comparamos com nossas melhores histórias de sucesso, implementando essas ações para aumentar o poder do seu site.

https://bookassist.org/site/es/