Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Sábado, 5 Dezembro, 2020

Role para cima

Top

Business Intelligence: Como rentabilizar a falta de disponibilidade do seu motor

Business Intelligence: Como rentabilizar a falta de disponibilidade do seu motor

Rentabilizar a sua falta de disponibilidade parece, à primeira vista, um paradoxo, uma pergunta complicada. No entanto, tem a sua explicação.

Todos estamos, em maior ou menor escala, familiarizados com o conceito de Business Intelligence (BI): um conjunto de aplicações e ferramentas que possibilitam uma análise minuciosa, com o objetivo de otimizar a tomada de decisões e melhorar o rendimento. Até aqui tudo claro.

 

Aprofundando um pouco mais o seu significado, aplicado à nossa atividade e mais especificamente aos motores de reservas, os BI’s utilizados pelas equipas de revenue management dos hotéis focam-se principalmente nas vendas concretizadas. Estas informações têm um claro valor extraordinário, apresentando KPIs obrigatórios de estudo: rácio de conversão, número total de reservas, cancelamentos, room nights, preço médio, revenue gerado, fonte das reservas, mercados de origem, ocupações mais procuradas, dias de antecedência, entre outros. Geralmente estes BIs também permitem analisar vários níveis de profundidade, fazer comparações com anos anteriores e cruzar os dados livremente para obter tabelas e gráficos renovados.

 

Mas, e se não estivermos a prestar atenção a outros indicadores que nos poderiam ter ajudado a multiplicar a nossa receita, aproximando-nos da meta de oferecer sempre disponibilidade no nosso motor de reservas?
Queremos propor-lhe uma leitura alternativa. Convidá-lo a monitorizar a atividade do seu motor de reservas de outro prisma, olhando não só para o que se vendeu como também para o que não se vendeu. Essa é precisamente a fórmula para a renovação integral do nosso Business Intelligence, que agora se divide em dois módulos diferenciados: Vendas e Disponibilidade.

 

Ao refletir sobre a nova realidade que propomos, podemos observar que, em média, 25% das pesquisas realizadas pelos clientes no seu website não recebem disponibilidade. Isto ocorre por diferentes motivos, como a ausência de tarifas, restrições de estadia mínima ou máxima, inexistência da ocupação solicitada, entre outros. Depende de si contrariar estas tendências.

 

Usufruir de um BI de disponibilidade irá permitir-lhe analisar e corrigir a falta de disponibilidade com ações simples, ou seja, transformar o seu motor de reservas para oferecer aos seus potenciais clientes exatamente o que eles procuram.

Tal como nos últimos anos, a Paraty Tech marcará presença na BTL 2020. Estamos disponíveis para mostrar-lhe o verdadeiro potencial do nosso BI no Stand 3F91 do Pavilhão 3, de 11 a 13 de Março.

 

 

Diana Costa

Country Manager Portugal

dcosta@paratytech.com

www.paratytech.com

 

Licenciada em Turismo, Lazer e Património pela Universidade de Coimbra, Diana Costa desenvolveu toda a sua carreira profissional dentro do setor turístico, desempenhando vários cargos em diferentes hotéis. Desde a sua chegada à Paraty Tech, desempenhou funções de Account Manager, Business Development Manager Portugal e atualmente é a Country Manager Portugal, com a responsabilidade máxima do mercado Português.