Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Segunda-feira, 2 Agosto, 2021

Role para cima

Top

Bosch anuncia novo código de ética para inteligência artificial

Bosch anuncia novo código de ética para inteligência artificial

Na Bosch ConnectedWorld 2020, que tomou lugar nos dias 19 e 20 de fevereiro, a Bosch anunciou a criação de um código de ética que passará a ditar o desenvolvimento de todos os seus produtos com inteligência artificial no futuro

Na Bosch ConnectedWorld (BCW), a conferência anual de IoT da Bosch, em Berlim, a empresa anunciou a criação de um código de ética para o uso da inteligência artificial, um conjunto diretrizes que regem o uso da IA  nos seus produtos inteligentes, com base na premissa de que os seres humanos devem ter a última palavra em qualquer decisão baseada em IA.

De grosso modo, as diretrizes ditam que os produtos de IA desenvolvidos devem ser seguros, consistentes e explicáveis. As decisões de IA que afetam as pessoas não devem ser tomadas sem a supervisão humana, e a IA deve ser sempre uma ferramenta para as pessoas.

Adicionalmente, todos os esforços de desenvolvimento “têm em linha de conta os requisitos legais e princípios éticos”.

“A inteligência artificial deve servir as pessoas. O nosso código de ética para IA fornece aos nossos colaboradores orientações claras sobre o desenvolvimento de produtos inteligentes”, refere o CEO da Bosch, Volkmar Denner, na abertura do Bosch ConnectedWorld. “O nosso objetivo é que as pessoas confiem nos nossos produtos baseados em IA”.

A IA é uma tecnologia de importância vital para a Bosch – até 2025, a empresa pretende que todos os produtos Bosch contenham IA ou tenham sido desenvolvidos ou fabricados recorrendo a esta tecnologia. O objetivo é que os produtos baseados em IA sejam seguros, consistentes e explicáveis. “Se a IA for uma caixa negra, as pessoas não vão confiar nela. Num mundo conectado, a confiança é a base do sucesso”, concluiu Michael Bolle, CDO e CTO da Bosch.

O objetivo destas diretivas é, portanto, garantir o desenvolvimento de produtos baseados em IA que sejam confiáveis, com base no moto “Tecnologia para a Vida” da Bosch, que combina a busca por inovação com a responsabilidade social. Nos próximos dois anos, a Bosch planeia formar 20 mil dos seus colaboradores para a utilização da IA; o código de ética para IA da Bosch fará parte deste programa de formação.

Fonte: www.smartplanet.pt