Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Terça-feira, 26 Outubro, 2021

Role para cima

Top

eDreams ODIGEO mantém sólida posição de liquidez

eDreams ODIGEO  mantém sólida posição de liquidez

Sólida posição de liquidez de c.€140m no encerramento do exercício de 2020 e dispensa de cumprir condições bancárias oferecem vantagem competitiva à eDreams ODIGEO aquando do levantamento das restrições

A eDreams ODIGEO (“eDreams” ou “o Grupo”), a maior agência de viagens online da Europa e uma das maiores empresas de e-commerce europeias, proporciona hoje uma atualização em relação à sua sólida posição financeira e de liquidez, bem como às medidas implementadas em resposta ao vírus COVID-19. O surto de COVID-19 está a ter um custo humano trágico, bem como um impacto muito significativo no setor do turismo a nível global. No entanto, as medidas de gestão prudentes tomadas desde o início da crise permitiram assegurar a posição do Grupo, para garantir um regresso rápido à total eficácia operacional assim que a atividade normal for retomada.

Antes da crise, o desempenho da eDreams era positivo e estava a crescer solidamente, fazendo uso da sua posição de liderança no setor das viagens de avião para conseguir vantagens a uma escala sustentável e num mercado atrativo. Graças ao nosso sólido modelo de negócios, em dezembro de 2019 as Reservas tinham crescido 11% em termos homólogos e continuaram a crescer significativamente em janeiro e inícios de fevereiro, antes de a crise se instalar, o que se espera que resulte numa descida muito respeitável de 3% das Reservas para o exercício de 2020, apesar de uma redução de cerca de 70% das Reservas no último mês desse exercício. O nosso negócio provou ser resiliente, com 80% dos custos variáveis combinados com um portefólio de produtos bastante diversificado, bem como escala e geografia.

Desde o dia 20 de janeiro, quando foi anunciado publicamente o surto de COVID-19 na China, foram implementadas medidas significativas:

  • Para conservar dinheiro em caixa e sair da crise numa posição sólida, a base de custos foi reduzida e as operações reorganizadas, enquanto persiste a situação do COVID-19, para permitir à empresa continuar a proteger os postos de trabalho de todos os colaboradores.
    • Já se verificaram poupanças de 23% em relação aos Custos Fixos executados no 3º trimestre do exercício de 2020, maioritariamente devido a reduções em custos de pessoal, TI, taxas externas e despesas de viagem. Esta percentagem aumenta para 25% se tivermos em consideração o impacto das poupanças de Capex. É esperado que as medidas já implementadas reduzam as nossas necessidades atuais de fluxo de caixa em c.€28m em comparação com os níveis do 3º T. do exercício de 2020.
    • Aproveitámos apoios governamentais (ERTE, em Espanha) pelos quais estamos agradecidos, sendo que os custos salariais estão temporariamente reduzidos em 20% para a maior parte dos colaboradores que não lidam diretamente com os clientes.
    • Todos os custos Capex, Opex e externos foram revistos e as negociações com os fornecedores foram bem-sucedidas.
  • A administração sempre adotou uma abordagem prudente à sua base de custos e investimento de capital e, beneficiando do seu modelo de geração de liquidez, manteve uma posição financeira sólida.
    • Foram realizados testes de stress assumindo uma redução significativa das reservas desde o momento atual até à última semana de fevereiro de 2021 (p.ex. sem recuperação) e não haverá reembolso da dívida até 2023. Curiosamente, verificamos provas significativas de lealdade para com as nossas marcas e, como tal, o nosso planeamento de cenários pode vir a ser, no futuro, considerado demasiado prudente.
    • Apesar da redução de cerca de 70% das Reservas em março de 2020, o Grupo continua a contar com um sólido balanço, com uma posição de liquidez atual de c.€140m no final desse mês, o que nos coloca numa posição de força assim que a normal atividade for retomada.
    • Adicionalmente, anunciamos hoje que as negociações com os nossos financiadores foram bem-sucedidas, tendo resultado na revogação do nosso Super Senior Revolving Credit Facility (“SSRCF”) de Taxa de Alavancagem Bruta para o exercício de 2021, conseguindo assim ainda mais flexibilidade financeira para o Grupo. Os juros sobre o SSRCF e os títulos superiores de 2023 continuarão a ser pagos como até aqui.

 

A administração permanece focada em continuar a implementar as ações certas para manter a sua posição de caixa e liquidez, assegurando também a permanência dos membros da equipa e garantindo que o negócio está preparado para acolher de novo os clientes assim que seja seguro levantar as restrições. O Grupo conta com produtos, serviços e relações com os clientes extremamente sólidos, o que lhe permitirá crescer significativamente assim que os níveis normais de atividade forem retomados.

Dana Dunne, CEO da eDreams ODIGEO, afirmou: “Este é um momento desafiante para todos os países, setores e sobretudo para nós enquanto indivíduos. A eDreams ODIGEO é uma empresa muito sólida, tanto em termos financeiros como culturais, e a dispensa de cumprimento das condições por parte dos nossos financiadores de SSCRF demonstra isso mesmo. Temos vindo a fazer uma gestão prudente do nosso negócio, o que nos colocou na posição de poder ultrapassar estes tempos difíceis. Acreditamos que há oportunidades para além destas situações e temos estado focados em posicionar-nos de forma ainda mais sólida assim que o mercado retomar a sua atividade.”

Sobre a eDreams ODIGEO

A eDreams ODIGEO é uma das maiores empresas de viagens online do mundo e uma das maiores empresas europeias de comércio eletrónico. Através das suas quatro marcas líder de agências de viagens (eDreams, GO Voyages, Opodo e Travellink) e o motor de meta-pesquisa Liligo, disponibiliza as melhores ofertas de voos regulares, companhias low-cost, hotéis, cruzeiros, rent-a-car, pacotes dinâmicos, pacotes de férias e seguros para facilitar as viagens, torná-las mais acessíveis e com uma melhor relação qualidade-preço para os mais de 18,5 milhões de clientes em todo o mundo. Presente em 46 mercados, a eDreams ODIGEO está cotada na Bolsa Espanhola.