Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Segunda-feira, 21 Setembro, 2020

Role para cima

Top

A recuperação económica da zona do euro ocorrerá a duas velocidades

A recuperação económica da zona do euro ocorrerá a duas velocidades

Portugal, como o resto dos países do sul, sofrerá mais com a  crise do coronavírus do que o resto da Europa.

Os países do sul são os mais vulneráveis à queda do turismo devido à pandemia, e esta “grande dependência” vai provocar uma “recuperação desigual” das economias da zona euro. 

Isto ficou claro no relatório DBRS Morningstar, conforme publicado pela Europa Press. O presidente da empresa, Javier Rouillet, garante que essa desigualdade entre os países pode ocorrer “mesmo quando as economias continuarem a abrir”. 

Além disso, os surtos “frustraram” as esperanças de recuperação do verão e aumentaram a incerteza para o quarto trimestre do ano. Perspetivas que também podem ser “muito seriamente afetadas” no próximo ano se o vírus evoluir desfavoravelmente.

Portanto, não há previsão que valha a pena fazer. O impacto dependerá da evolução da pandemia, das restrições impostas pelos países e das políticas adotadas pelos diferentes governos para amenizar o impacto da crise.

Não há dúvida de que a ajuda governamental foi essencial para mitigar o impacto da crise no curto prazo, mas o setor do turismo pode sofrer um impacto maior e por muito mais tempo devido ao encerramento de empresas e à perda de empregos.

Tanto é que o próprio Rouillet garante que toda essa força de trabalho terá que ser reabsorvida em todos os setores da economia.