Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Sexta-feira, 23 Julho, 2021

Role para cima

Top

Os pagamentos contactless e com cartão já representam 80% dos gastos

Os pagamentos contactless e com cartão já representam 80% dos gastos

Um estudo da American Express analisa o comportamento e as tendências dos hábitos dos consumidores e das empresas locais num período marcado pela crise Covid-19 e pelas restrições aplicadas pelos governos de todo o mundo na luta contra a doença.

O inquérito mostra como nos últimos meses tem havido uma grande receção  por pagamentos contactless e com cartão e que já representam 80,4% das operações em estabelecimentos físicos.

Deste modo, apenas um em cada três consumidores continuou a utilizar dinheiro nas suas compras.

Esta grande adoção de pagamentos sem contacto e cartão está a ser liderada pela Geração Millennial, que apenas faz 13,7% das suas despesas em estabelecimentos físicos em dinheiro. O cartão de débito continua a ser o líder indiscutível em termos de percentagem de utilização, 68,5% dos consumidores usam-no, seguidos do dinheiro e dos cartões de crédito com percentagens semelhantes (36% e 31%, respectivamente). Mais uma vez, os Millennials são os que mais abraçam a primeira modalidade, com um uso acima da média.

Momento de Covid-19                                                                                                             A recuperação económica resultou de um relaxamento das restrições em diferentes centros urbanos, juntamente com as recomendações de saúde das autoridades para minimizar o uso de suporte em numerário a estes dados. As conclusões deste inquérito, elaborado pela Braintrust para a American Express, fazem parte da campanha Shop Small, a iniciativa global de apoio ao comércio local que a American Express desenvolve em diferentes mercados, com o objetivo de detetar as tendências dos consumidores e ajudar o comércio local.

Lançada em julho de 2020, este é o segundo ano em que a campanha ShopSmall está a ser desenvolvida em Espanha. O estudo consiste em diferentes blocos que analisam toda uma série de parâmetros, entre os quais se destacam o comportamento dos consumidores, as suas relações com as pequenas empresas, as medidas adotadas pelas empresas locais durante a crise e as suas perspetivas económicas.

Impacto no comércio local

Para se adaptarem à situação criada pela pandemia, as empresas locais tomaram medidas diferentes. Duas em cada três empresas locais lançaram no último ano uma iniciativa adicional com o objetivo de incentivar as suas reservas ou vendas, como novos horários, gestão de  venda de novos produtos. No entanto, apenas 20% das empresas locais incorporaram alguns novos meios de pagamento, o que contrasta com a mudança de hábitos dos consumidores, que usam cada vez menos dinheiro nas suas compras em estabelecimentos físicos.

A análise é especialmente relevante num ano marcado por profundas alterações nos hábitos de consumo dos cidadãos, em resultado da situação gerada pela pandemia.

 

 

Clique no link para ler e o descarregar a TecnoHotel Portugal