Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Terça-feira, 30 Novembro, 2021

Role para cima

Top

A revolução robótica chega aos hotéis

A revolução robótica chega aos hotéis

Beber um cocktail misturado por um robô já não é pura ficção científica, e novos avanços tecnológicos estão ao virar da esquina.

À medida que a Internet das Coisas (IoT) evolui, estamos a entrar numa nova era: a era da colaboração entre humanos e máquinas. No meio da atual onda de inovação, analisamos as tendências mais promissoras para o setor da hotelaria.

O sector da hotelaria sempre esteve na vanguarda da inovação. Nas cozinhas, a maioria das empresas de catering antecipava a adoção de panelas de pressão multifunções e fornos a vapor. Agora, existem fornos automáticos que podem adaptar o processo de cozedura aos alimentos e à sua textura.

Por outro lado, com impressão 3D e corte de jato de água, que permite o corte de materiais de diferentes durezas, o céu é o limite da criatividade neste setor. Soluções inteligentes de rastreabilidade e controlo de temperatura que garantem a qualidade dos produtos cozidos quando servidos aos clientes são alguns dos avanços mais esperados na restauração coletiva. Esta nova ferramenta tecnológica ajudar-nos-ia a controlar melhor o impacto ambiental causado pelo desperdício alimentar, permitindo que os excedentes de cozinha sejam mais facilmente certificados como seguros para o consumo humano.

Tarefas repetitivas

No entanto, as tarefas repetitivas são onde a assistência robótica realmente se destaca. Na Spark, o centro de inovação criado por Les Roches, trabalhamos com a FANUC, líder mundial em automação industrial, na criação de robôs colaborativos para o setor da hotelaria.

Além disso, as nossas equipas participam em projetos de investigação de outra empresa na área da restauração, o grupo suíço Smyze, que desenvolveu um inovador serviço de café e bebidas baseado em robôs. Os clientes fazem as suas encomendas através de um ecrã táctil ou de um telemóvel para que o robô barista seja capaz de misturar cocktails. O algoritmo da máquina dá conselhos, tendo em conta o seu conhecimento sobre os gostos dos clientes.

A ligação dos sistemas com o pessoal de serviço representa uma importante fonte de inovação, com o objetivo de estar um passo à frente das necessidades de cada cliente. Possíveis aplicações desta abordagem incluem que uma receção de hotel pode receber um novo hóspede pelo nome em vez de ter que perguntar- lhes, que o pessoal é notificado através do seu telemóvel que um hóspede VIP está prestes a chegar, e que um restaurante de topo sabe antecipadamente não só sobre as potenciais alergias ou intolerâncias alimentares dos seus clientes,  mas também o tipo de comida que gostam com base nas suas preferências anteriores.

Reconhecimento instantâneo com uma dimensão emocional

A PRE:MIND é um parceiro da Spark que está a desenvolver um sistema de reconhecimento instantâneo que também incorpora uma dimensão emocional. Os funcionários são informados sobre a pessoa com quem estão a lidar por uma etiqueta do tamanho de uma moeda ligada a um ecrã de telemóvel. A solução baseia-se em dados que o cliente concorda em fornecer em troca de uma experiência única.

Tal como estamos interessados em aderir a programas de fidelização, os benefícios que obtemos da partilha dos nossos dados são substanciais. É evidente que a inteligência artificial e o IoT (internet das coisas) não colocam problemas em si mesmos; o que pode ser problemático é a forma como os dados são recolhidos e protegidos.

Finalmente, outra linha promissora de investigação é o desenvolvimento das competências sociais de um robô ou de uma aplicação (soft skills). Na Spark, por exemplo, estamos a investigar como detetar emoções humanas e, assim, medir a satisfação do cliente ou prever a sua personalidade. Na hotelaria, como em muitas outras áreas, a imaginação é o único limite para o potencial futuro. Como disse Henry Ford sobre inovação na indústria automóvel: “Se eu tivesse perguntado às pessoas o que queriam, teriam dito cavalos mais rápidos.”

 

 

Autor: Pablo García, Spark Les RochesDirector de Spark Les Roches Crans-Montana, laboratório de Ideias especializadas, localizado no campus da Les Roches Marbella e Crans-Montana. A Spark convida também estudantes, licenciados e parceiros do setor a desenvolver e testar novas soluções para hotelaria em laboratórios ao vivo no campus.