Formação

Perfis que precisam de melhorar as suas competências digitais em 2023 na hotelaria

De acordo com vários relatórios da União Europeia, quase todos os postos de trabalho em todos os sectores, incluindo a hotelaria, exigem que estas competências digitais se desenvolvam.

05-01-2023 . Por TecnoHotel Portugal

Perfis que precisam de melhorar as suas competências digitais em 2023 na hotelaria

Quer destacar-se no mercado de trabalho e manter-se atualizado no seu setor? Aprender competências digitais é fundamental!

Cerca de 54% dos europeus entre os 16 e os 54 anos não têm conhecimentos básicos em competências digitais. A Ironhack, empresa dedicada à formação tecnológica, revela as 6 profissões do sector hoteleiro que devem investir em "upskilling" em competências digitais para melhorar o seu perfil profissional e não se tornar obsoletas:

 

1. Marketing

É uma das áreas com maior evolução nos últimos anos, quase 90% das empresas têm uma área de marketing digital. Os consumidores são agora utilizadores, a publicidade tornou-se parte do mundo online, e uma peça-chave da estratégia comercial. Portanto, um profissional nesta área que não acompanhe a evolução digital não terá futuro.

 

2. Comercial

Atualmente é um setor totalmente digitalizado, o uso da caneta e do telemóvel é deixado para trás, e a automação total é imposta para além da utilização de um sistema informático que permite melhorar a relação com o cliente. Portanto, esta evolução requer uma grande habilidade ao usar ferramentas tecnológicas.

 

3. Finanças

A crescente implementação do ERP (Enterprise Resourcing Planning) nas empresas significa que muitos CFOs passaram mais horas a trabalhar ao lado das TI do que com qualquer outro perfil. E, ao conceber e planear recursos empresariais, ser capaz de compreender a relação entre todos os elementos da empresa e o seu impacto na demonstração de resultados requer o desenvolvimento de competências mínimas de programação.

 

4. Recursos Humanos

O surgimento do "People Analytics" fez com que a análise de dados se tornasse uma das principais tarefas destes profissionais, de forma a transferir informação útil para a administração do hotel na tomada de decisões relacionadas com o talento. Também o surgimento de várias startups hrTech, que introduzem muitas melhorias nos processos burocráticos de RH, irá potenciar o desenvolvimento profissional dos trabalhadores

 

5. Advogados/Jurídico

Cibersegurança é a ordem do dia. As taxas de criminalidade digital continuam a aumentar e os riscos para as empresas são preocupantes. Os advogados e profissionais legais devem estar preparados para casos de cibercrime e, para isso, devem reforçar os seus conhecimentos digitais, de forma a melhor aconselharem os seus clientes e mitigarem os riscos e vulnerabilidades das empresas.

 

6. Apoio ao Cliente

Cada vez mais hotéis decidem encaminhar o utilizador para contactar através de um chat, um e-mail, um assistente virtual, entre muitos outros canais de comunicação digital, por isso, é importante que muitos profissionais de atendimento ao cliente se tornem especialistas em experiência com o cliente.

Combinar anos de experiência de atendimento ao cliente com conhecimento de usabilidade e experiência do utilizador fará destes profissionais um trunfo fundamental para qualquer alojamento.

 

Competências digitais: do acessório ao fundamental

Em suma, a digitalização dos hotéis exige que muitos profissionais adquiram competências digitais que antes eram acessórias e que agora são essenciais para poderem competir no mercado de trabalho. É necessário evoluir e adaptar-se às necessidades do mercado, que muda a um ritmo frenético e exigente.

 

RECOMENDADO PELOS LEITORES

Revista digital

TecnoHotel Portugal nº23 janeiro/fevereiro2023

TecnoHotel Portugal nº23 janeiro/fevereiro2023

Newsletter

Seja o primeiro a receber todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.