Hotéis

A Accor revela as principais tendências do setor das reuniões e eventos a nível mundial

O novo relatório "meet expectations: the future of Meetings & Events" revela o valor da ligação humana e a importância do equilíbrio e da pertença como prioridades para 2024

21-10-2023 . Por TecnoHotelPortugal

A Accor revela as principais tendências do setor das reuniões e eventos a nível mundial

- Um novo relatório da Accor, o principal grupo hoteleiro do mundo, revela a necessidade de se concentrar no equilíbrio e na pertença, uma vez que o setor global de reuniões e eventos continua a recuperar e a impulsionar o crescimento estratégico a partir de 2024.

O relatório, intitulado "Meeting Expectations: The Future of Meetings & Events" ("Cumprir as expectativas: o futuro das reuniões e dos eventos"), aborda a transformação que o setor sofreu nos últimos anos e explora as mudanças fundamentais que afetam a indústria à medida que este continua a evoluir e a recuperar.

"O panorama empresarial mundial está a sofrer uma profunda transformação. A forma como vivemos, trabalhamos e interagimos foi remodelada nos últimos anos e os efeitos destas mudanças criaram oportunidades no setor das reuniões e eventos", afirmou Sophie Hulgard, Chief Sales Officer da Accor. "A pandemia foi um ponto de viragem para o setor. Fomos empurrados para um mundo de reuniões virtuais, em que os eventos presenciais foram interrompidos. No entanto, adaptamo-nos e evoluímos. Essa evolução continua atualmente e o fio condutor comum a todas as tendências que prevemos é a ligação humana. Hoje, mais do que nunca, trata-se da necessidade humana de se unir, de partilhar e de prosperar", afirmou.

No rescaldo da pandemia, temeu-se que o setor dos eventos tivesse dificuldade em recuperar o seu público. Atualmente, essa audiência regressou em grande parte e prevê-se que ultrapasse o pico de 2019 nos próximos anos. Esta é uma excelente notícia para o setor, mas também apresenta novos desafios e oportunidades que irão alterar a forma como os eventos são reservados, planeados e executados.

"Estar numa sala com pessoas é importante: é poderoso e valioso", acrescentou Hulgard.

Os dados do inquérito "Meetings & Events Industry Forecast" da Accor reforçam esta trajetória de crescimento prevista. 78% dos inquiridos afirmaram que as suas despesas ou as dos seus clientes tinham aumentado desde 2022 e 36% afirmaram que tinham aumentado mais de 25%. Em relação a 2024, espera-se que o crescimento continue, com 80% dos especialistas inquiridos a preverem um aumento das despesas até 2024, e 30% a afirmarem que este aumento será superior a 25%.

 

De acordo com o estudo da Accor, prevê-se um crescimento contínuo das reuniões e eventos em 2024, de magnitude variável. Três quartos (78%) esperam que o número de reuniões de pequena e média dimensão (menos de 100 delegados) aumente no próximo ano, sendo que o mesmo número disse esperar que o número de reuniões com mais de 100 delegados aumente. Mais de metade (57%) prevê um aumento das grandes reuniões (mais de 300 delegados) e três quartos (78%) afirmam que será "muito importante" para o seu setor participar em exposições, conferências e feiras comerciais em 2024.

 

Confirmando o valor das reuniões presenciais (IRL), 33% dos organizadores de reuniões esperam obter mais 40% de receitas com reuniões presenciais do que com reuniões virtuais, e a maioria, 80%, não estaria disposta a utilizar a videoconferência para fechar negócios em 2024.

O novo relatório da Accor, "MEETING EXPECTATIONS: THE FUTURE OF MEETINGS & EVENTS" revela cinco tendências que deverão determinar o crescimento do setor.

 

 

1/ "Produtividade mais suave"

O espírito de "Work hard, play hard", outrora associado aos negócios e aos eventos, está a mudar em função das exigências dos novos estilos de vida.

- Conclusão fundamental: equilibrar o propósito e a produtividade.

 

2/ "Vender pertença"

O setor das reuniões e eventos gira em torno de uma coisa: as pessoas. A ligação humana e a promoção de um sentimento de pertença são os pilares de uma conceção de eventos bem-sucedida.

- Conclusão fundamental: celebrar a ligação humana. Vender pertença.

 

3/ "Conceber experiências"

Os organizadores de eventos procuram o retorno do seu investimento, mas mais do que nunca procuram o ROX, o retorno da experiência.

- Conclusão fundamental: criar experiências memoráveis que forjem ligações significativas.

 

4/ "Reuniões ecológicas"

O impacto positivo é o fator diferenciador e, mais do que nunca, a indústria tem luz verde para impulsionar a mudança. As credenciais ecológicas já não são um extra para os eventos: serão um fator decisivo para cuidar dos negócios.

- Conclusão fundamental: a sustentabilidade deve ser a primeira ideia, não a última.

 

5/ "Tecnologia disruptiva"

As conferências presenciais são agora uma forma vital de reunir pessoas que só se podem ver através de ecrãs de computadores portáteis.

- Conclusão fundamental: o digital tem alcance. O cara a cara tem valor. Estar na sala é importante.

 

"O setor das reuniões e eventos provou a sua resiliência, inovação e capacidade de adaptação", afirma Karelle Lamouche, Diretora Comercial da divisão Premium, Midscale & Economy da Accor. "As tendências delineadas neste relatório derivam do ADN do setor: o negócio cara a cara é importante. A ligação humana anda de mãos dadas com o sucesso comercial, torna a empresa mais forte. À medida que o setor continua a impulsionar a recuperação global, é o compromisso de forjar ligações significativas, ser um catalisador do crescimento comercial e cultural e criar um sentimento de pertença que garantirá que o setor exceda as suas previsões de crescimento. As viagens estão de volta e, para o setor M&E, a pertença e o equilíbrio irão impulsionar os resultados em 2024", conclui.

 

 


RECOMENDADO PELOS LEITORES

Revista digital

THPORTUGAL 31 MAIO/JUNHO 2024

THPORTUGAL 31 MAIO/JUNHO 2024

Newsletter

Seja o primeiro a receber todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.