Outros

Exponor em 2022: 300 mil pessoas visitaram uma Exponor mais sustentável

A Exponor, que atua numa das áreas de negócio mais afetadas pela pandemia, marca o balanço de 2022 como um passo bem-sucedido para a retoma dos números habituais, anteriores a este período, tal como previsto no desfecho de 2021.

28-11-2022 . Por TecnoHotel Portugal

Exponor em 2022: 300 mil pessoas visitaram uma Exponor mais sustentável

Com novas ações de sustentabilidade implementadas, a Exponor reduziu em 72% os gastos de eletricidade e 36% o consumo de água, em relação a 2017.

O desejo e a determinação pela retoma dos números anteriores à pandemia têm traçado um caminho de sucesso na recuperação da Exponor, que, este ano, recebeu e promoveu um total de 51 eventos, juntando mais de 2.000 expositores e de 300 mil visitantes. Além disso, 2022 foi um ano de consolidação do esforço em implementar mais eficiência energética realizado nos últimos 5 anos, tendo atingido valores recorde no que toca a contributos para a redução da pegada ecológica.

 

2022 foi um ano de regresso aos resultados positivos, invertendo-se assim as consequências que a pandemia teve na organização, bem como em toda a indústria das Feiras e Eventos.

 

Redução da pegada ecológica: objetivos de Sustentabilidade

A transição praticamente integral da iluminação do recinto para LEDs, além de uma utilização mais criteriosa dos equipamentos de alto consumo, permite à Exponor afirmar uma descida de 72% dos gastos de eletricidade, quando comparando aos consumos de 2017.

Em relação às despesas em água, que seguem a mesma direção, regista-se um consumo de menos 36% relativamente a 2017, que se explica pela implementação de melhorias nas infraestruturas, bem como pela manutenção proativa dos equipamentos.

Com ambição de manter implementadas soluções que promovam o constante cumprimento dos pressupostos de eficiência energética, a Exponor prevê que 2023 seja um ano de continuidade no que toda à procura da eficiência energética.

Diogo Barbosa, Diretor Geral da Exponor, explica: “A pandemia atrasou um pouco aquele que era o nosso plano para conseguirmos atingir assertivamente novas metas de sustentabilidade, embora tenhamos sido capazes de cumprir com um decréscimo gradual nos consumos energéticos e hídricos. Em 2022, assumimos que essa seria uma das nossas grandes prioridades, a par da retoma consolidada das feiras em formato presencial, e atingimos as nossas metas com sucesso. Queremos primar pelo exemplo das nossas práticas, e os próximos anos terão sempre objetivos de superação no nosso horizonte”.

 

Eventos: um regresso aos números do passado, com mais ambição para o futuro

Entre as suas próprias feiras e os eventos organizados por terceiros, mais de 300 mil pessoas marcaram presença nos pavilhões da Exponor. Dos certames planeados por parceiros, o espaço de eventos foi novamente ocupado pela Modtíssimo, a primeira feira têxtil da Península Ibérica, pela ExpoSalão, na qual se inclui a ExpoMoto, que bateu o recorde com cerca de 80 mil visitantes e pelo Vodafone Rally de Portugal, onde foi possível viver as emoções do campeonato português. Destacam-se, ainda, a feira Empack Logistics & Automation Porto, organizada pelo grupo belga Easyfairs, a Auto Clássico, da espanhola Eventos Del Motor, e a grande conferência QSP Summit.

Das feiras da Exponor, a 25ª edição da ExpoCosmética reuniu cerca de 30 mil pessoas, de entre as quais 1.160 provenientes de Espanha, Brasil, França, Itália, Polónia, Paraguai, Suíça e Ucrânia, consumando-se assim como a feira setorial que atraiu mais visitantes em 2022. A Concreta, a Qualifica e as quatro feiras de maquinaria industrial que decorreram, em simultâneo, em novembro - FIMAP/Maquitex/Maquishoes/Expocouro -,obtiveram também resultados bastante positivos, assinalando igualmente uma forte presença de profissionais e visitantes estrangeiros.

Foi um ano de retoma, no qual a Exponor voltou a receber empresas das mais diversas indústrias e a dar palco às diferentes tendências setoriais, bem como a gerar oportunidades de negócio e a atuar como uma plataforma de partilha de conhecimentos. Para isso, respondeu assertivamente à necessidade de se reinventar após o contexto pandémico, através da apresentação de novas dinâmicas digitais e de uma busca constante em acompanhar o processo de internacionalização ambicionado pelos múltiplos setores.

Para Diogo Barbosa, “Este ano foi fortemente marcado pela nossa ambição em consolidar números que nos eram habituais. Acreditamos que em 2023 teremos condições para reinventar alguns dos nossos formatos de feiras setoriais, para as tornarmos mais atrativas e atuais, em linha com as tendências da indústria. Queremos continuar a dar palco e voz aos novos talentos e às marcas nacionais emergentes nos mais diversos setores, a promover boas práticas relacionadas com a Sustentabilidade e com a Inovação, e a cumprir com novas metas que possibilitem o nosso crescimento e dos nossos parceiros.”.

 

Para 2023, a Exponor prevê a realização de mais de 30 grandes eventos, entre os quais se destacam a EMAF e o regresso do Congresso da Ordem dos Médicos Dentistas. Espera-se que os números alcançados este ano sejam superados.

 


RECOMENDADO PELOS LEITORES

Revista digital

TecnoHotel Portugal nº23 janeiro/fevereiro2023

TecnoHotel Portugal nº23 janeiro/fevereiro2023

Newsletter

Seja o primeiro a receber todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.