Setor

Airbnb.org associa-se à Organização Internacional para as Migrações para apoiar aqueles que fogem da Ucrânia

A Airbnb.org irá trabalhar com a OIM para encaminhar aqueles que fogem da Ucrânia para estadias de curta duração gratuitas na Polónia, Moldávia, Roménia, Hungria e Eslováquia.

16-03-2022

Airbnb.org associa-se à Organização Internacional para as Migrações para apoiar aqueles que fogem da Ucrânia

A Airbnb.org irá trabalhar com a OIM para encaminhar aqueles que fogem da Ucrânia para estadias de curta duração gratuitas na Polónia, Moldávia, Roménia, Hungria e Eslováquia.

 

— Na última semana, mais de 15.000 anfitriões em todo o mundo registaram-se através da Airbnb.org para disponibilizar alojamento aos refugiados.

 

A Airbnb.org e a Organização Internacional para as Migrações (OIM), a entidade das Nações Unidas para as migrações, anunciaram a sua colaboração para encaminhar aqueles que fogem da Ucrânia para estadias de curta duração gratuitas na Polónia, Moldávia, Roménia, Hungria e Eslováquia.

 

Mais de 2 milhões de pessoas foram deslocados para países vizinhos devido ao conflito na Ucrânia. Na semana passada, a Airbnb.org comprometeu-se a fornecer alojamento temporário gratuito para até 100.000 refugiados da Ucrânia e, desde então, mais de 15.000 pessoas em todo o mundo já se registaram através da Airbnb.org para disponibilizar as suas casas a refugiados gratuitamente ou a um custo mais baixo.

 

"Estamos orgulhosos de que a Airbnb.org esteja de novo a trabalhar com a OIM, desta vez para apoiar aqueles que fogem da Ucrânia, e para ajudar naquela que se tornou numa das maiores crises humanitárias do nosso tempo. Estamos gratos pela contínua generosidade da comunidade Airbnb, que abriu as suas casas aos refugiados ou fez doações à iniciativa Airbnb.org. Se tiver espaço para acolhimento, por favor considere ajudar a Airbnb.org e a OIM ao fornecer alojamento temporário àqueles que fogem da Ucrânia e que se encontram em necessidade", explica Joe Gebbia, co-fundador da Airbnb e presidente da Airbnb.org.

 

A OIM presta apoio vital aos migrantes em todo o mundo, dando respostas de emergência e aconselhamento sobre política e práticas migratórias. Através desta parceria com a Airbnb.org, a OIM ajudará a oferecer alojamento temporário durante as próximas semanas e meses às pessoas que fugiram da Ucrânia.

 

Estas estadias são gratuitas e financiadas pela Airbnb, Inc., por doações ao Fundo para Refugiados da Airbnb.org, e pela generosidade dos anfitriões através da Airbnb.org. A Airbnb renuncia a todas as comissões sobre estas estadias.

 

"Contar com alojamento seguro, privado e acessível é extremamente importante. A OIM orgulha-se de estabelecer uma parceria com a Airbnb.org e ajudar a proporcionar um lugar seguro e acolhedor para alojamento. O Inverno ainda é bastante rigoroso em muitos lugares, e proporcionar calor e segurança tem impacto não só no bem-estar físico dos que fogem da Ucrânia, mas também no seu estado emocional e mental. Há muitos que precisarão de um local seguro para processar os acontecimentos dos últimos dias e descansar. Estamos gratos a todos os anfitriões que, através da Airbnb e da Airbnb.org, abriram as suas casas e corações durante este tempo", diz Amy Pope, Diretora-Geral Adjunta da Organização Internacional para as Migrações.

 

A OIM está no terreno, mobilizando equipas e expandindo a capacidade na Ucrânia e nos países vizinhos para responder às crescentes necessidades humanitárias dos ucranianos que foram forçados a fugir do país, dos deslocados internos e dos nacionais de países terceiros que se encontram retidos. A prioridade da OIM é a segurança e proteção dos que fogem do país, bem como ajudá-los a conseguir assistência. A OIM examina e avalia potenciais vulnerabilidades e riscos, incluindo o tráfico humano, a proteção das crianças, a saúde mental e a chegada de pessoas mais vulneráveis com necessidades especiais, incluindo idosos, feridos ou doentes.

 

A 4 de março de 2022, cidadãos de 138 países atravessaram as fronteiras para os estados vizinhos. Muitos deixaram o seu país apenas com a roupa que tinham vestida e alguns bens de valor. Encontrar segurança e refúgio num lugar desconhecido está a revelar-se assustador para muitos.

 

"Não durmo desde que a guerra começou", disse Zoya* à equipa da OIM na fronteira de Siret entre a Ucrânia e a Roménia, onde mais de 150.000 pessoas já tinham chegado desde o início do conflito. "Não pudemos trazer nada connosco, apenas algumas roupas e documentos. Não temos familiares na Roménia. Fugi com os meus três filhos".

 

A OIM, a Airbnb e a Airbnb.org têm experiência na colaboração para apoiar a comunidade de refugiados em todo o mundo e têm vindo a trabalhar em conjunto desde 2019 para proporcionar alojamento a refugiados sírios e afegãos na Roménia.

 

Nos últimos cinco anos, a Airbnb e a Airbnb.org estabeleceram ligações entre mais de 54.000 refugiados e requerentes de asilo - de países como a Síria, Venezuela e Afeganistão - com alojamento temporário através dos parceiros da Airbnb.org. Além de apoiar os refugiados, a Airbnb.org tem quase uma década de experiência na disponibilização de alojamento de emergência a quem necessita, incluindo a ativação do programa de resposta de emergência para prestar auxílio às pessoas afetadas pelas cheias devastadoras na Europa Ocidental.

 

As pessoas que fogem da Ucrânia e necessitam de alojamento temporário podem contactar a OIM através de prykhystok@iom.int. Qualquer pessoa interessada em apoiar esta iniciativa pode visitar airbnb.org/help-ukraine para se envolver, quer oferecendo alojamento gratuito ou com desconto, quer fazendo uma doação.

 

*Nome modificado para proteger a privacidade.   Sobre a Organização Internacional para as Migrações

Criada em 1951, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) é a principal organização intergovernamental no domínio da migração e está empenhada no princípio de que a migração humana e ordenada beneficia os migrantes e a sociedade. Como organismo relacionado com as Nações Unidas, a organização trabalha em situações de emergência, desenvolvendo a resiliência de todas as pessoas em movimento, e particularmente aquelas em situações de vulnerabilidade, bem como a construção de capacidades dentro dos governos para gerir todas as formas e impactos da mobilidade.

  Sobre a Airbnb

A Airbnb nasceu em 2007 quando dois anfitriões receberam três hóspedes na sua casa em São Francisco, e desde então cresceu para 4 milhões de anfitriões que já receberam mais de mil milhões de hóspedes em mais de 220 países e regiões. As viagens na Airbnb mantêm mais dos benefícios financeiros do turismo com as pessoas e lugares que os geram. A Airbnb tem gerado milhares de milhões de dólares em receitas para os anfitriões, a maioria dos quais são indivíduos que anunciam as casas em que vivem. Entre os anfitriões que identificam o seu género, mais de metade são mulheres, e um em cada cinco anfitriões empregados são professores ou profissionais de saúde. As viagens na Airbnb também geraram mais de 4 mil milhões de dólares em receitas fiscais em todo o mundo. A Airbnb ajudou a avançar mais de 1.000 quadros regulamentares para alugueres a curto prazo, incluindo em 80% das nossas 200 principais geografias. Em finais de 2020, para apoiar a nossa contínua expansão e diversificação, lançámos o Portal da Cidade para fornecer aos governos um balcão único que apoia a partilha de dados e o cumprimento das regras locais de registo. Continuamos a investir em inovações e ferramentas para apoiar o nosso trabalho contínuo com os governos de todo o mundo para fazer avançar as viagens que melhor servem as comunidades.

 

Sobre a Airbnb.org

A Airbnb.org é uma organização sem fins lucrativos dedicada a facilitar estadias temporárias a pessoas em tempos de crise em todo o mundo. A Airbnb.org opera independentemente e aproveita a tecnologia, serviços e outros recursos da Airbnb, Inc., sem custos para realizar o propósito solidário da Airbnb.org. A inspiração para a Airbnb.org começou em 2012 com um único anfitrião chamado Shell que abriu a sua casa a pessoas afetadas pelo Furacão Sandy. Isto desencadeou um movimento e marcou o início de um programa que permite aos anfitriões da Airbnb fornecer estadias para pessoas em momentos de necessidade. Desde então, o programa evoluiu para se concentrar na resposta a emergências e ajudar a proporcionar estadias a desalojados, trabalhadores de assistência, refugiados, requerentes de asilo e, mais recentemente, trabalhadores da linha da frente que lutam contra a propagação da COVID-19. Desde então, os anfitriões têm-se oferecido para abrir as suas casas e ajudado a fornecer alojamento a 100.000 pessoas em momentos de necessidade. A Airbnb.org é uma entidade separada e independente da Airbnb, Inc. A Airbnb, Inc. não cobra taxas de serviço para as estadias suportadas pela Airbnb.org na sua plataforma.


Revista digital

TecnoHotel nº19 mai/jun 2022

TecnoHotel nº19 mai/jun 2022

Newsletter

Seja o primeiro a receber todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.