Sustentabilidade

Indra premida pela sustentabilidade

Indra eleita a tecnológica mais sustentável do mundo pelo terceiro ano consecutivo pelo Dow Jones Sustainability Index

09-01-2024 . Por TecnoHotelPortugal

Indra premida pela sustentabilidade

Pelo terceiro ano consecutivo, a Indra é classificada como a empresa mais sustentável do setor tecnológico de Serviços de IT no Dow Jones Sustainability Index (DJSI) World, ao conseguir a melhor pontuação global de 87 em 100 pontos.

A Indra é a única empresa do seu setor que conseguiu manter-se durante 18 anos consecutivos neste índice de referência mundial em sustentabilidade, ao qual aspiram cada vez mais empresas em todo o mundo e que se renova todos os anos, cada vez com maior complexidade e incorporando novos e mais exigentes requisitos.

Nesta última edição, a Indra obteve a melhor pontuação do setor nos pilares ambiental e social, e situou-se no percentil 99 em Corporate Governance, com a pontuação máxima (100 pontos) em ética, estratégia fiscal e gestão da inovação, e uma excelente posição em segurança da informação e cibersegurança (percentil 96), áreas críticas para a empresa.

No pilar ambiental, a Indra obteve a pontuação máxima possível (100 pontos) em estratégia climática, emissões, economia circular e utilização de recursos e água. No pilar social, as práticas laborais e a gestão da relação com o cliente da Indra obtiveram a pontuação máxima (100 pontos), próxima também das suas práticas em direitos humanos, atração e retenção de talento, segurança e saúde laboral e proteção da privacidade (percentil 99).

“Estes resultados extraordinários são o reconhecimento do compromisso da Indra com a excelência e a melhoria contínua em ESG e o esforço que estamos a fazer para responder, através da tecnologia, aos desafios de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030, para facilitar a transição para uma economia de baixo carbono e para gerar um impacto positivo nas pessoas e no planeta", afirma Marc Murtra, Presidente da Indra.

Já José Vicente de los Mozos, CEO da Indra, destaca que "a sustentabilidade terá, sem dúvida, um papel relevante no roteiro da Indra para os próximos anos, que estamos a definir no nosso plano estratégico Leading the Future. Não só queremos continuar a melhorar o desempenho ESG para manter a nossa liderança, como também queremos ser o aliado tecnológico para a sustentabilidade dos nossos clientes".

Além de estar incluída no DJSI, a Indra faz parte do índice FTSE4Good, tem uma classificação AA no índice MSCI-ESG e conta com a medalha de platina da Ecovadis, a classificação máxima atribuída por esta plataforma especializada na avaliação da sustentabilidade das empresas, cada vez mais tida em conta pelos clientes e que coloca a Indra no percentil 99, à frente de outras empresas do seu setor.

 

Progressos significativos

Após a última reorganização, o departamento de Sustentabilidade da Indra passou a fazer parte do Comité de Direção da empresa, cujos membros têm incentivos em relação aos objetivos ESG. 97% dos profissionais e 100% dos fornecedores receberam formação em ética e transparência, e foram reforçados os mecanismos de gestão do risco ESG, especialmente com os fornecedores. Em termos de inovação, a Indra dedicou mais de 8% das suas vendas a I+D+i no último ano.

No que diz respeito aos objetivos das Nações Unidas em matéria de alterações climáticas, a Indra conseguiu reduzir as suas emissões de CO2 em 26%, o que significa que está a fazer um bom progresso para neutralizar as emissões das suas operações até 2040 e tornar-se Net Zero até 2050. A empresa também está a trabalhar para reduzir o impacto ambiental dos seus produtos e torná-los mais sustentáveis, aplicando o eco-design. Deste modo, a Indra conseguiu reduzir a pegada de carbono do seu radar de vigilância primária para a gestão do tráfego aéreo em 15 toneladas de CO2 por ano.

A Indra também foi incluída pelo Carbon Disclosure Project (CDP) entre as empresas líderes na luta contra a mudança climática, com a máxima qualificação possível, "A List", graças aos múltiplos exemplos de soluções da Indra com impacto em áreas como a mobilidade sustentável, a eficiência energética, a segurança e a proteção do meio ambiente.

Na área de Recursos Humanos, a Indra reduziu a diferença salarial em 3% e aumentou a percentagem de mulheres contratadas com perfis STEM; superou um milhão de horas de formação e promoveu o desenvolvimento de profissionais para impulsionar o crescimento interno e atrair e reter o melhor talento tecnológico. Com estas e outras conquistas, a Indra é reconhecida como Top Employer por oferecer o melhor ambiente de trabalho e faz parte do Bloomberg Gender-Equality Index (GEI), que reconhece as melhores práticas a nível global em termos de transparência, promoção da igualdade e diversidade.

Cerca de 3.400 empresas de todo o mundo candidataram-se a integrar o DJSI World em 2023, das quais menos de 380 conseguiram entrar no índice. No caso do setor da tecnologia de serviços de TI, apenas 14 empresas pertencem ao índice.

 

Fonte: https://www.smartplanet.pt/news


Revista digital

THPORTUGAL 29 JANEIRO/FEVEREIRO 2024

THPORTUGAL 29 JANEIRO/FEVEREIRO 2024

Newsletter

Seja o primeiro a receber todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.