Sustentabilidade

Mudanças climáticas: Consumidores receiam aumento das faturas

A Schneider Electric revelou que quase 9 em cada 10 (86%) consumidores a nível global acreditam que as alterações climáticas vão levar ao aumento das faturas de energia, e que os indivíduos deveriam desempenhar um papel mais ativo nas alterações climáticas

13-09-2022 . Por TecnoHotel Portugal

Mudanças climáticas: Consumidores receiam aumento das faturas

A Schneider Electric revelou que quase 9 em cada 10 (86%) consumidores a nível global acreditam que as alterações climáticas vão levar ao aumento das faturas de energia, e que os indivíduos deveriam desempenhar um papel mais ativo nas alterações climáticas.

 

As principais conclusões do estudo incluem:

7 em cada 10 (72%) consumidores consideram a redução da pegada de carbono uma prioridade pessoal;
Mais de metade (55%) dá importância a ter uma casa neutra em emissões de carbono (net zero), mas menos de um terço (31%) acredita realmente que tal seja provável;
Mais de metade (55%) acredita que é responsabilidade dos indivíduos combater as alterações climáticas.

"Com o preço da energia a subir e o custo de vida mais alto do que nunca, juntamente com o número crescente de dispositivos e veículos elétricos (VE) na estrada, a gestão da energia doméstica é agora uma das maiores áreas de preocupação para os consumidores, empreiteiros, empresas e governos a nível global. Estes números mostram que muitos querem fazer mudanças, mas sentem-se pessimistas quanto à diferença que acreditam que podem fazer. Contudo, o futuro está verdadeiramente nas nossas mãos, à medida que tornamos as casas mais sustentáveis com a ajuda de tecnologias modernas de gestão da energia doméstica,”comentou Jaap Ham, Professor Adjunto de Engenharia Industrial e Ciências da Inovação da University of Technology em Eindhoven, que foi consultado acerca dos resultados do estudo. “Neste momento, a maior barreira à mudança é a nossa mentalidade. Criámos bloqueios psicológicos que nos fazem fugir à responsabilidade de tomar medidas.  Estes resultados mostram que, à medida que adotamos soluções digitais inteligentes para combater o inimigo invisível (o consumo e gestão de energia), substituimos os combustíveis fósseis por eletricidade inteligente e apostamos em energia renovável nas ‘dietas energéticas’ das nossas casas, somos capazes de ver como estamos a contribuir significativamente para a luta global por um planeta mais saudável. Mais além disso, devemos ser capazes de proteger o ambiente sem comprometer o nosso conforto."

 

Consumidores procuram dispositivos Smart Home para melhorar a eficiência energética

O estudo revela ainda que os consumidores atuais querem seguir um estilo de vida sustentável, colocando a eficiência energética das casas como a sua maior prioridade:

40% dos inquiridos acredita que a tecnologia de ‘Smart Home’ irá ajudar a tornar a sua casa mais sustentável;
Mais de metade (54%) espera que a sua nova casa ou apartamento esteja equipado com dispositivos inteligentes, um aumento de 13% em relação a uma investigação anterior da empresa (2020);
Com os indivíduos e famílias dispostos a gastar em média 1.995€, nos próximos 12 meses, em eficiência energética, os atuais proprietários de dispositivos – que provavelmente já perceberam os benefícios da tecnologia inteligente e a incorporaram nos seus estilos de vida – estão dispostos a gastar pelo menos o dobro;
A iluminação e os termóstatos inteligentes estão agora entre os dispositivos inteligentes mais comprados.

A par do aumento crescente do custo de vida, a gestão do consumo e a gestão dos custos de energia são os principais fatores que levam os consumidores a tomar medidas e a investir em soluções inteligentes e sustentáveis.

 

Schneider Electric lidera na inovação das casas inteligentes e sustentáveis

Em resposta à necessidade de inovação sustentável para permitir aos consumidores melhorar a eficiência energética e a sustentabilidade das suas casas, a Schneider Electric está a dar passos para resolver os desafios energéticos do presente e do futuro. Através do desenvolvimento de soluções e materiais inovadores para reduzir a pegada de carbono, da colaboração com outras entidades e da aplicação integral do poder das suas tecnologias e serviços, a empresa pode ajudar a tornar a utilização de energia em casa mais inteligente e mais eficiente, bem como a reduzir o impacto das casas no planeta.

"Na atual crise energética, os consumidores precisam de sentir que controlam a forma como a energia é produzida, armazenada e distribuída em casa – em termos de sustentabilidade e faturas energéticas. O mercado residencial está num ponto de viragem, e a boa notícia é que já existem soluções tecnológicas, como o Wiser, que ajudam os consumidores a seguir estilos de vida mais sustentáveis e os capacitam a desempenhar um papel significativo para alcançar os objetivos de neutralidade carbónica,” refere YiFu Qi, Executive Vice-President of Global Home and Distribution da Schneider Electric. “A nossa investigação mostra que existe os consumidores têm agora uma maior compreensão sobre como podem melhorar a sua gestão energética doméstica, e de que a tecnologia doméstica inteligente pode ajudá-los a ser mais eficientes. O próximo passo é implementar este conhecimento antes que seja demasiado tarde."

 

RECOMENDADO PELOS LEITORES

Revista digital

TecnoHotel Portugal nº21 setembro/outubro

TecnoHotel Portugal nº21 setembro/outubro

Newsletter

Seja o primeiro a receber todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.