Gestão

Cinco técnicas para evitar a estagnação do emprego

Num ambiente de trabalho em constante mudança, as competências profissionais, conhecidas como ‘soft skills’, e a formação contínua apresentam-se como elementos cruciais para evitar a estagnação no emprego e garantir o sucesso no mercado de trabalho.

31-05-2024 . Por TecnoHotelPortugal

Cinco técnicas para evitar a estagnação do emprego

Esta é uma das conclusões do recente fórum de debate 'Deep Talks', organizado pela Planeta Formación y Universidades, e apoiado por um relatório da StudentFinance.

Durante o evento ‘Deep Talks’, Cristina Marqués, Talent Acquisition Leader da IBM Technology for Europe, Middle East and Africa, destacou que atualmente as ‘soft skills’ são tão importantes, ou até mais, do que as competências técnicas. Essas habilidades incluem comunicação, trabalho em equipe, capacidade de aprendizagem e inteligência emocional. Segundo estudo do LinkedIn citado por Marqués, 92% dos profissionais de recursos humanos valorizam muito essas competências.

F

ornaçãocontínua para evitar estagnação no trabalho

Um relatório recente da StudentFinance revela que 70% dos profissionais estão preocupados com a estagnação no trabalho, situação que pode levar ao cansaço e à desmotivação.

 

A plataforma de melhoria de competências Mydra, em colaboração com a StudentFinance, identificou cinco competências-chave para prevenir este fenómeno:

— Liderança e gestão de equipas: A formação em liderança permite aos profissionais liderar e motivar eficazmente as suas equipas, gerir conflitos e desenvolver uma visão estratégica.

—  Gestão de projetos: O gerenciamento de projetos ensina como organizar e planejar tarefas para concluir projetos dentro do prazo e do orçamento, melhorando a eficiência e a produtividade.

—Desenvolvimento de competências em TI: As competências em tecnologias de informação são cruciais em muitas profissões, promovendo a resolução de problemas e a inovação.

— Marketing e comunicação digital: Melhorar o marketing e a comunicação digital é essencial na era da digitalização e da presença online.

— Finanças para não financiadores: Aprender finanças básicas é vital para compreender o impacto financeiro das decisões e comunicar-se com as equipes financeiras, preparando profissionais para funções de maior responsabilidade e liderança

 

Mariano Kostelec, CEO da StudentFinance, observou que “avançar na mesma entidade pode ser um desafio, mas é direito do funcionário progredir para alcançar um desenvolvimento profissional significativo”. A formação contínua não só ajuda os profissionais a adquirirem novas competências, como também mantém as empresas competitivas e preparadas para enfrentar os desafios do mercado atual.

 

O fosso entre a educação e o mundo do trabalho

Os especialistas também abordaram a lacuna entre o que se estuda na universidade e a realidade do mercado de trabalho. Carlos González García da UNIE Universidad e Julián Núñez do iFP concordaram que a Formação Profissional pode ser uma solução eficaz para reduzir esta lacuna, proporcionando competências práticas e conhecimentos específicos aplicáveis ​​no local de trabalho.

 

Esther González Arnedo, da EAE Business School, enfatizou que muitas das profissões do futuro ainda não existem. Por sua vez, Cristina Marqués da IBM sublinhou que a tecnologia transformará todos os empregos, sendo fundamental estar atualizado com os avanços tecnológicos para não ficar desatualizado. “Haverá muito trabalho, mas realmente o segredo é estar sempre preparado e ser flexível e disposto a aprender coisas novas”, garantiu.

 


RECOMENDADO PELOS LEITORES

Revista digital

THPORTUGAL 31 MAIO/JUNHO 2024

THPORTUGAL 31 MAIO/JUNHO 2024

Newsletter

Seja o primeiro a receber todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.