Tecnologia

Gestão profissional das redes sociais do seu hotel

Há muito que o setor hoteleiro aposta em novas tecnologias e vendas online, mas estes últimos dois anos tornaram as redes sociais do hotel uma ferramenta completamente essencial para a sua promoção.

24-06-2022 . Por TecnoHotel Portugal

Gestão profissional das redes sociais do seu hotel

Esta é a razão pela qual a forma de comunicação utilizada nas redes sociais se tornou um elemento-chave e um fator diferenciador para as marcas. E é que pode ser mais uma ou ter ideias inovadoras que gerem um impacto real nos utilizadores.

Sem dúvida, com base nisto, a geração de conteúdos inovadores e revolucionários, a marca poderá posicionar-se na mente do consumidor como a sua melhor opção de alojamento ao visitar o destino.

 

Peças-chave

Na minha opinião, para além da comunicação, existem três peças-chave para uma gestão eficiente; todos eles são baseados na minha própria experiência trabalhando com empresas de turismo. Concretamente, estes três pilares para a gestão profissional das redes sociais e a obtenção de resultados são: qualidade, perseverança e interação.

— Qualidade

A qualidade do conteúdo como centro da estratégia. Os profissionais das redes sociais ou o responsável pela sua gestão no hotel devem concentrar-se na adição de valor ao utilizador.

— Constância

Outro requisito básico para alcançar uma evolução positiva em qualquer rede social é a perseverança. Neste caso, torna-se crucial especificar a frequência e manter-se firme no plano de conteúdo.

— Interação

E finalmente, mas igualmente relevante, a interação. As redes sociais são "sociais" e, por isso, nem sempre se pode esperar que o utilizador comece a conversa. Assumir o controlo por ser uma parte ativa, e comunicar de forma real e próxima vai unir-nos com os nossos seguidores, será a forma de humanizar a nossa marca.

Vamos rever outras das chaves essenciais para a comunicação e gestão profissional das redes sociais:

— Selecione as redes sociais certas

Apesar do que possa parecer, estar presente em todas as redes sociais nem sempre será a melhor alternativa.

Na verdade, recomendo que se concentrem esforços num número limitado de redes sociais e à medida que a estratégia se consolida e a nossa comunidade cresce para avaliar se é necessário criar perfis noutras plataformas.

Uma vez que, sem dúvida, cobrir demasiado pode fazer com que não obtenhamos a qualidade que procuramos transmitir em cada um deles. O ponto de partida para escolher o mais adequado é a análise do público-alvo. Aspetos como a idade e a localização determinarão as redes sociais que melhor chegarão ao nosso potencial cliente.

— Definir objetivos SMART

Nas redes sociais é essencial definir os objetivos que queremos alcançar para conceber estratégias eficazes. Com base nos objetivos definidos, cabe-nos a nós analisar e fazer as alterações pertinentes, se necessário.

Mais especificamente, teremos de analisar os KPI's para saber se conseguimos alcançar os resultados definidos no nosso plano de redes sociais. Os objetivos têm de ser INTELIGENTES (específicos, mensuráveis, exequíveis, relevantes e temporários).

— Estratégias de conteúdo

Desenhar conteúdos únicos e originais é um desafio que os profissionais do setor devem enfrentar. No entanto, não só publicando conteúdos excecionais, vamos destacar-nos. A realidade é que as estratégias de conteúdo devem ser bem planeadas e organizadas com um calendário editorial para além de ter uma previsão do conteúdo.

Além disso, a estratégia de conteúdo deve ter em conta as ações comerciais, a efeméride e as datas especiais. Fundamentalmente, existem quatro tipos de conteúdo relevante: educativo, pessoal, comercial e entretenimento.

Da mesma forma, existe o conteúdo informativo que nos serve, por exemplo, para comunicar horários de pequeno-almoço, sem fornecer mais valor do que o de manter o utilizador atualizado com informações que lhe possam interessar. Graças a seguir uma estratégia em que os diferentes temas são combinados, você pode estar à venda naturalmente.

— Conteúdo visual não é a única coisa importante

Apesar do que possa parecer, um perfil com belas fotos e vídeos editados profissionalmente não tem de se destacar de outro perfil com publicações de alta qualidade, mas com um conteúdo visual não tão profissional.

Embora a estética tenha de ser atraente, de acordo com a nossa imagem de marca, sem dúvida, uma foto espetacular é inútil se não nos contar uma história, se não fornecer qualquer tipo de valor para quem a descobre.

As imagens devem contar histórias e o texto das publicações contém mensagens claras e diretas que ajudam a compreender e a interiorizar ainda mais a história. Curiosamente, publicações com fotos e vídeos mais naturais e próximos tendem a gerar mais interação.

— Comunicar requintadamente

A comunicação nas redes sociais é bidirecional, humaniza as marcas e dá ao utilizador a oportunidade de interagir com o alojamento. Portanto, é um canal mais direto, com maior transparência. Na verdade, as redes sociais são ideais para conhecer em profundidade as exigências e preocupações dos hóspedes.

Sem dúvida, prestar especial atenção ao tom de comunicação que utilizamos é muito importante. Além disso, o diálogo com o nosso público-alvo tem de estar alinhado com a forma como nos expressamos no mundo presencial.

Na era digital, destacar-se não é uma tarefa fácil. Por isso, comunicar a coisa única e especial sobre o nosso hotel e o destino de forma autêntica e próxima é crucial para que os utilizadores se apaixonem. Por outras palavras, aproveite o valor diferencial do seu hotel e também da sua região para obter uma maior visibilidade nas redes sociais.

 

Autor: Carmen Vázquez, gestora de redes sociais especializada em turismo. Gerir, aconselhar e treinar nas redes sociais.www.carmenvazquezgroup.com

 

RECOMENDADO PELOS LEITORES

Revista digital

TecnoHotel Portugal nº20 Julho/Agosto

TecnoHotel Portugal nº20 Julho/Agosto

Newsletter

Seja o primeiro a receber todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.