Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

TecnoHotel | Sexta-feira, 18 Junho, 2021

Role para cima

Top

As implicações da tecnologia 5G para o setor hoteleiro

As implicações da tecnologia 5G para o setor hoteleiro

A tecnologia 5G é considerada como a nova revolução industrial que vai mudar o funcionamento do mundo tal como a conhecemos.

Especificamente, o 5G promete aumentar a velocidade de ligação, minimizar a latência e multiplicar exponencialmente o número de dispositivos conectados.

A sua chegada suscita muitas dúvidas e, na hotelaria, a adaptação das infraestruturas de alojamento e a reorientação dos investimentos são particularmente preocupantes. No entanto, a sua implementação está apenas na fase embrionária e existem outras tecnologias, como o WiFi 6, que fazem mais sentido e são mais manejáveis a curto prazo.

Carlos Otín, Engenheiro Sénior de Rede na Hotelinking, garante que “o WiFi 6, a próxima geração da tecnologia WiFi, representa a consolidação do WiFi como solução presente e futura, e será complementado pelo 5G. 

Esta tecnologia já é uma realidade e enquanto o 5G chega, é a solução para os múltiplos problemas de conexão sofridos por muitos hotéis, especialmente quando o volume de clientes é muito elevado”.

Desafios que se colocam  à hotelaria 

“O 5G vai mudar a forma como os utilizadores percecionar um serviço e o consideram como garantido. Não só o assumirão como normal, como também esperam que a internet dos hotéis seja tão rápida e fiável como nas suas próprias casas. Ter uma rede rápida e fiável será um elemento diferenciador para o estabelecimento”, diz Xisco Lladó, CTO da Hotelinking. 

Embora a previsão seja de que os estabelecimentos tenham que fazer investimentos significativos, existem muitas vantagens que poderiam ser obtidas e não apenas a de oferecer um serviço de alta qualidade aos hóspedes. 

Por exemplo, o 5G promete multiplicar por 100 o número de dispositivos conectados e reduzir o consumo de energia da rede até 90%. Assim, será possível melhorar a qualidade das ligações de todas as pessoas ligadas e não interferir na rede privada do quarto. Também permitirá a implementação de IoT em hotéis, uma vez que facilitará a ligação entre smartphones e objetos inteligentes. 

Sobre as oportunidades apresentadas pela nova geração móvel, Lladó acrescenta que “no guia mostramos que, para um hotel, estar preparado não é apenas uma obrigação, mas uma necessidade de ser mais competitivo numa área onde os potenciais clientes vão exigir cada vez mais serviços de qualidade relacionados com a tecnologia 5G”. 

Hotelinking lança guia sobre hoteleiros 5G 

Hotelinking lança um guia sobre todos os aspetos técnicos essenciais e implicações da tecnologia 5G para hotéis.  O guia, que pode ser descarregado gratuitamente a partir do site do Hotelinking, é especialmente criado para hoteleiros, mas também para todos os interessados na comunicação móvel moderna, incluindo pessoas não técnicas, bem como profissionais de marketing e gestores de todas os setores.

Os seus autores, Carlos Otín, Tomeu Fiol e Xisco Lladó, são profissionais do setor tecnológico com uma longa carreira profissional e conhecimento na área das novas tecnologias, telecomunicações, SaaS, gestão de infraestruturas e operadores turísticos.

O manual consegue explicar em detalhe e de forma prática no que esta nova tecnologia consiste e que promete digitalizar a economia e contribuir para a transformação digital global. Responde a todas as dúvidas levantadas pelo 5G relacionadas com o Wi-Fi, inclui recomendações para enfrentar os desafios que apresenta às redes atuais e, além disso, propõe sistemas de instalações com tecnologia 5G de acordo com as  estruturas hoteleiras.

O objetivo é esclarecer muitas das questões levantadas pela operação, acesso, impacto, investimentos e aplicações do 5G no setor. Nas palavras de Tomeu Fiol, CMO da Hotelinking, “este papel branco é o resultado de quase um ano de trabalho em que recolhemos e organizamos todas as questões-chave que afetam um hotel e que atualmente muitos hoteleiros estão a considerar sobre as suas redes e instalações com a chegada iminente do 5G”.

Tags